SER TURISTA NA NOSSA CIDADE

Qual é a coisa de que as pessoas mais se queixam quando se fala em ser turista? Do custo, o preço dos bilhetes de transportes, caso optem por autocarro, comboio ou avião, do preço do combustível e portagens, se forem em veículo próprio, da estadia, da taxa turística cobrada pelos hotéis e, depois, do dinheiro que vão gastar nas refeições e nas atrações. Somando cada um destes fatores, a mais simples escapadinha de fim de semana pode transformar-se num grande rombo na carteira.

A solução para estes problemas, às vezes, é simples: ser turista na nossa própria cidade. Dormir em casa faz-nos poupar a taxa turística (que em Portugal ronda os 2€/dia em muitas cidades) e o preço da estadia, que varia muito dependendo da cidade e do segmento de qualidade, mas sempre com significado. Mesmo que nos desloquemos de carro ou de transportes públicos, nada se compara ao que gastaríamos se fôssemos para mais longe. Há atrações na nossa cidade que são grátis para residentes ou têm um dia por semana em que são gratuitas para todos.

Como se deve preparar para fazer turismo na sua cidade:

1) aponte aquele museu, exposição, jardim, que sempre quis visitar mas nunca teve tempo.

Palácio Nacional da Ajuda

2) vá à agenda da cidade e veja se há alguma atividade que gostaria mesmo de fazer (como uma visita guiada a algum palácio, uma aula de culinária ou um evento especial).

ser turista

3) escolha um restaurante, um bar ou um café que queira mesmo experimentar e que adia todas as vezes que pensa em ir.

ser turista

4) liberte um dia na agenda para o programa (ou só umas horas se preferir).

5) não se preocupe com a loiça que está por lavar ou a roupa que tem para estender, isso pode esperar. O pó também pode esperar um dia.

ser turista
Porto Bridge Climb

6) prepare-se mentalmente que naquele dia é turista, ponha a máquina fotográfica a carregar, vista uma roupa confortável, calce uns sapatos que lhe permitam percorrer quilómetros sem bolhas. Pegue na máquina, na garrafa de água, e saia de casa.

ser turista

7) arrisque, pare e beba um café ou uma cerveja, abstraia-se do trânsito da cidade que todos os dia incomodam, vire para uma rua que não conhece.

ser turista

8) olhe para as ruas, aprecie a arquitetura, aquilo que mudou no bairro. Repare naquele pormenor que diariamente lhe passa despercebido.

ser turista

9) se achar que não conhece bem a história da cidade, inscreva-se numa free walking tour. Vai ver que há sempre alguma coisa a aprender.

ser turista

10) se estamos a falar de Portugal, pode alugar uma bicicleta, trotinete, scooter, ou outro tipo de veículo que permita explorar a cidade.

ser turista

11) procure um espaço com vista panorâmica para ver o pôr do sol.

12) leve uma manta, cervejas, refrigerantes ou batidos, uns snacks, e deite-se na relva de um parque. Feche os olhos, relaxe, leia.

13) se não conseguir tirar um dia inteiro, aproveite o final de dia. Jante e saia de casa, vá à esplanada da moda, vá a um espaço que tenha música ao vivo ou a um concerto, e desfrute.

E vocês? São turistas na vossa cidade?

Este post pode conter links afiliados.

Spread the love

Raquel

Gosto de viajar depressa ou devagar. Gosto de conhecer pessoas, de ouvir as suas histórias, de experimentar as comidas dos países que visito. Falo pelos cotovelos e tenho uma lista de sítios a conhecer que todos os anos duplica de tamanho. Não gosto de desporto, mas de vez em quando perco a cabeça e experimento algum novo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: