CARRO OU CARAVANA? COMPARAÇÃO (ISLÂNDIA)

Carro ou caravana? Esta pergunta faz sentido na Islândia, principalmente se ainda não for inverno cerrado. Nós viajámos de carro 4×4 e para nós foi a melhor decisão, principalmente tendo em conta a época em que fomos. No entanto, cruzámo-nos com várias caravanas das mais diversas empresas.

Uma caravana pode ser vantajosa nas alturas de melhor clima, ou seja, antes dos nevões começarem. Pelo contrário, dias ventosos (nós ainda apanhámos alguns em outubro) deverão ser ser assustadores dentro de uma caravana. Seja qual for a escolha, consideramos sempre uma vantagem ter veículo próprio e não depender de tours,  motoristas ou grupos. As opções em veículo próprio (carro ou van/caravana), apesar do custo dos seguros e correrem o risco de ficarem atolados na neve, com um elevado preço, são mais económicas que uma viagem organizada por outros.

Carro

carro
O nosso Suzuki atolado na neve

Vantagens:

  • mais flexível e manobrável;
  • ninguém põe a hipótese de estarem a dormir num sítio proibido;
  • parque mais económico;
  • “discreto” – ninguém sabe se têm muitos pertences de valor no interior (podem ter deixado tudo no alojamento).

Desvantagens:

  • num percurso de ring road terão todos os dias de fazer/desfazer malas;
  • obriga a reservar quartos, estando sujeitos à lotação e preço dos alojamentos (recomendamos reserva com antecedência nesta modalidade);
  • é preciso planear as refeições (sem frigorífico ou onde acondicionar muita coisa não é tão fácil fazer refeições on the go, mas nós conseguimos); Nota: recomendamos que não façam as refeições em pontos turísticos (vão pagar muito por pouco).

Caravana

caravana
Fonte: Kúkú campers

Vantagens:

  • só desfazem e fazem a mala uma vez;
  • tudo está à mão (a cozinha, o quarto, etc.);
  • não têm horários;
  • podem cozinhar em qualquer lado;
  • são completamente autónomos.

Desvantagens:

  • em dias ventosos não têm onde se refugiar, porque a caravana é a vossa “casa”;
  • têm de procurar os parques de campismo para pernoitar;
  • cozinham lá dentro (os cheiros ficam algum tempo “entranhados”);
  • na maioria não existe casa de banho, de noite têm de sair ou aguentar;
  • não podem parar onde querem, apesar desse ser o intuito principal de uma caravana;
  • toda a gente sabe que lá dentro está (quase) tudo o que têm.

Empresas de caravanas:

Rent-a-car:

  • podem ler sobre a nossa experiência de alugar carro no mundo e dicas para conseguir os melhores preços aqui.

A nossa experiência:

Carro ou caravana? Nós ficámos satisfeitos com a decisão de optar por um carro 4×4. A tração às quatro rodas foi um upgrade feito na hora que se revelou acertado. Se forem em época de neve vão ficar muito limitados ou com receio de sair de estrada sem a tração integral. Nem todas as caravanas têm esta opção, estejam atentos.

Depois de ouvirmos outros viajantes a partilharem os seus gastos em caravana percebemos que escolhendo bem os alojamentos a opção por uma caravana nem fica mais barata relativamente à opção carro + alojamento (dependente da época do ano). A única parte que nos parece uma vantagem é a de poderem cozinhar em qualquer altura (inclusive ao almoço) e terem onde condicionar alimentos.

Cuidados na condução e dicas:

Não seguimos sempre este conselho que vamos dar, mas é importante verem sempre o que diz o site road.is. Principalmente na parte das condições atmosféricas e estradas abertas/fechadas. É necessário ter em conta que podem encontrar no site uma estrada “aberta” que já esteja fechada quando lá passarem. O clima varia muito rapidamente na Islândia e podem ter a triste surpresa de a estrada estar fechada quando lá passarem.

É importante não arriscarem muito na neve, se atolarem a despesa é gigante. Até hoje continuamos na dúvida se o que nos aconteceu quando atolámos foi um “esquema” islandês para sacar dinheiro ou se funciona sempre assim, até para eles. Ou seja, gostávamos de saber porque é que algumas estradas não são limpas (estando dadas como abertas). E porque nos pedem dinheiro vivo para fugir aos preços padrão das rent-a-car de 400-500€ (que são aplicados, porque nos cruzámos com quem tenha pago). Não se esqueçam que o facto de terem uma caravana grande não implica que ela seja 4×4.

Em caso de vento é importante não se esquecerem de abrir as portas com cuidado. A força é suficiente para vos empurrar a porta e a danificar.

Cuidado com tempestades de areia, podem ser agrestes. Ouvimos histórias em primeira mão de pedras a voarem contra os carros, vidros partidos e seguros que não cobrem estes casos.

Cuidado nas estradas em que é cobrada portagem. A matrícula é registada e têm poucos dias para liquidar. Caso não o façam, o rent-a-car tomará a liberdade de vos cobrar três vezes mais.

Nos parques pagos introduzam a vossa matrícula.

Atenção, só podem circular em estrada (incluindo “estradas” off-road, as f-roads caso tenham um 4×4). Se arriscarem conduzir fora de estrada e forem apanhados terão uma grande multa para pagar (ou se conduzirem numa f-road sem um 4×4 e tiverem algum problema).

Por fim, carro ou caravana é uma opção de cada viajante, vão ter momentos inesquecíveis de qualquer forma!

Este artigo pode conter links afiliados.

365 dias no mundo estiveram na Islândia de 23 de outubro a 7 de novembro de 2019

Spread the love

Raquel

Gosto de viajar depressa ou devagar. Gosto de conhecer pessoas, de ouvir as suas histórias, de experimentar as comidas dos países que visito. Falo pelos cotovelos e tenho uma lista de sítios a conhecer que todos os anos duplica de tamanho. Não gosto de desporto, mas de vez em quando perco a cabeça e experimento algum novo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: