MADRID EM 4 DIAS (ESPANHA)

Madrid divide-se em vários bairros: Austrias, Las Letras, Salamanca, Casa de Campo, Castellana, Chamberí, Chueca, Conde Duque, Sol-Gran Via, La Latina, Lavapiés, Madrid Rio, Malasaña, Paseo del Arte, Princesa, Retiro, Salesas e Aeropuerto- Feria de Madrid. Uns são mais conhecidos que outros, uns estão cheios de atrações, outros respiram a verdadeira movida madrileña.

O melhor formato para conhecer Madrid depende do gosto pessoal e do tempo disponível. Os mínimos olímpicos da cidade podem ser visitados num par de horas de uma escala de voos, mas, para conhecer melhor a cidade, recomendamos 3 a 4 dias.

Dia 1 – Realeza e história

Podem tomar o pequeno almoço na Chocolateria San Ginés. Peçam um chocolate quente com churros e deliciem-se.

DSC_5894

Sigam para a Plaza Mayor e, de lá, para o Teatro Real. Em frente encontram o Palacio Real e a Catedral de Santa María la Real de la Almudena. Se for dia de render a guarda, não percam.

DSC_6141

O Mercado San Miguel fica perto. É o maior mercado da cidade, e onde dizem que se encontra o peixe e marisco mais frescos. É um bom local para tapas. Nós preferimos o Mercado de La Cebada, por ser menos turística, que fica a uma caminhada ligeiramente maior.

DSC_5882

Perto de San Miguel temos a Casa Cisneros, um exemplo de arquitetura. Sobre o rio Manzanares (nas traseiras do palácio) há várias pontes, como a Puente del Rey, que nos deixa na porta com o mesmo nome.

Sugerimos passar antes pela Plaza de España e depois para o Templo de Debod e, a partir do Mirador de la Montaña Principe Pío, apreciar a vista para o rio e para as pontes. O dia pode terminar com uma viagem de teleférico até Casa de Campo.

DSC_6260

Dia 2 – Gran Via e Cibeles

Primeira coisa a fazer é preparar um piquenique. Hoje é dia de comer na rua! Se esta não é a vossa onda, podem sempre ir a restaurantes, à hora de almoço muitos fazem um menu com preços entre os 10 e 15€, com entrada, prato, sobremesa e bebida.

DSC_6134

O dia começa na Plaza Callao, a Times Square espanhola, e daí descemos a Gran Via até ao Circulo de Bellas Artes, no cruzamento com a Calle de Alcalá. O Circulo de Bellas Artes tem um terraço panorâmico bastante agradável que permite ver a cidade de outro prisma. Ao chegar à Fuente Cibeles admirem os vários edifícios da praça: o Palacio Cibeles, o Banco de España e a Câmara Municipal (Ayuntamiento).

A hora de almoço já deve estar à espreita e o melhor é entrar no Parque del Retiro pela Puerta de Alcalá. Entrem no jardim, procurem um espaço agradável e façam um piquenique. São 125 hectares para percorrer, com um grande lago artificial e dois palácios, o Palacio de Cristal e o Palacio de Velázquez, que são casa para exposições temporárias. Por trás do jardim, no bairro Salamanca, encontram o Museo Casa de La Moneda e a Fabrica Nacional de Moneda y Timbre, paragens obrigatórias para os fãs da Casa del Papel. Podem ver o nosso roteiro de Madrid centrado na série aqui.

DSC_6256

Se não conseguir ver o jardim todo não se preocupem, amanhã vão passar novamente por perto. Saiam pela Puerta Filipe IV em direção ao Congreso de los Diputados. Não se pode visitar, mas é um edifício engraçado. O dia termina na Puerta do Sol, onde vêem a escultura do Urso e o Medronho, o KM 0 e a Real Casa de Correos.

Podem jantar na Bacoa, uma hamburgueria, e também podem passar pelo Pez Tortilla, uma casa de tapas.

DSC_5905

Dia 3 – Paseo del Arte

Dia de arte e cultura. O primeiro museu a visitar é o Museo del Prado. Velázquez, Goya e Rubens estão lá. Pode-se tentar deixar para o período grátis, mas a fila é tão grande que pode não valer a pena o risco de ter que visitar a correr. Não recomendamos a visita ao Real Jardim Botânico.

DSC_6060

Perto da Fuente de Neptuno encontram o Museo Nacional Thyssen- Bornemisza, de arte impressionista.

Almocem perto, até pode ser no café do Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, o Nubel, apesar de não ser barato. Sugerimos também o Plenti, o Le Comptoir de la Crêpe, a Casa González e o Grupo Triciclo (Sua, Tandem, Triciclo e Elisa).

DSC_6167

Visitem o Reina Sofia, os dois edifícios, vejam Guernica de Picasso e as obras de Dalí e Miró. Passem na estação de Atocha e no Monumento Victimas 11-M, o memorial às vítimas do atentado de 2004.

DSC_6174

Podem jantar na NAP de Lavapíes. Lavapíes é um bairro tradicional que em agosto tem a festa de San Lorenzo.

DSC_6017

Dia 4 – Malasaña e Castellana

Podem voltar à Gran Via e subir a Calle del Barco. Reparem nas fachadas das casas, vejam o estilo mudejar. Na Calle de la Puebla virem para a Iglesia San Antonio de los Alemanes.

DSC_6130

Na Calle del Pez encontram a estranha arte urbana que enfeita a rua, uns canteiros feitos com calças e sapatos. Nesta zona têm algumas pontos de interesse que podem visitar, como a Plaza del Dos de Mayo e o Museo de Historia de Madrid. Para almoçar, Malasaña tem muita oferta, porta sim, porta sim. Temos a Bodega la Ardosa, uma casa antiga tradicional, o grupo Pez Tortilla, La Colmada tem menu de almoço, a Casa Macareno também é uma opção.

DSC_6021

De tarde é para visitar Castellana, começando pela Biblioteca Nacional, a Plaza Colón e Júlia, uma obra temporária. Há o Museo de Escultura al Aire Libre, por baixo do Paseo Elevado de Enrique de la Mata Gorostizaga.

DSC_6113

O mítico estádio do Real Madrid, Santiago Barnabeu, fica aqui. As torres inclinadas do Bankia e as 4 Torres também são nesta via.

DSC_6100

Nesta rua, opções para comer não faltam, o mítico Hard Rock, o Habanera e o Lateral, por exemplo.

Se têm mais dias disponíveis, podem sempre conjugar com uma visita ao Parque Warner, um parque de diversões. Os bilhetes começam nos 30€, em promoção na internet, e vão até aos 46,90€ (preço normal). Também existe a versão aquática para o verão, o Parque Warner Beach.

Se querem um tour temático, sugerimos o nosso roteiro baseado na série La Casa de Papel, que se foca nas ruas e edifícios que aparecem nas primeiras três temporadas.

Para saber mais pormenores (horários e preços) sobre as atrações aqui descritos, leiam o artigo Hala Madrid!

Este artigo pode conter links afiliados.

banner_estatico_1

365 dias no mundo estiveram em Madrid de 4 a 7 de agosto de 2019

365diasnomundo.com
Spread the love

Raquel

Gosto de viajar depressa ou devagar. Gosto de conhecer pessoas, de ouvir as suas histórias, de experimentar as comidas dos países que visito. Falo pelos cotovelos e tenho uma lista de sítios a conhecer que todos os anos duplica de tamanho. Não gosto de desporto, mas de vez em quando perco a cabeça e experimento algum novo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: