RENDER DA GUARDA EM LONDRES (INGLATERRA)

O render da guarda é algo que gostamos de ver. Já vimos estes eventos em cidades como Lisboa, Copenhaga, Santiago e Quito, e em todas foram diferentes. A diferença começa no fardamento e termina no acompanhamento musical. A troca de guarda é sempre um evento procurado por turistas, mas poucos terão a afluência que tem o Render da Guarda da Rainha do Palácio de Buckingham, em Londres. 

Excepto em dias de chuva, quando a Raquel conseguiu assistir na primeira fila, geralmente é preciso chegar bastante cedo. E como a cerimónia é bastante completa convém saber o que querem ver para decidirem onde devem ficar. Neste artigo falamos de mais do que a cerimónia de Buckingham, falamos também da cerimónia das chaves e do render no Castelo de Windsor.

Troca da Guarda no Palácio de Buckingham

O Render da Guarda da Rainha ocorre em três locais: Palácio de Buckingham, Palácio de St. James e Wellington Barracks.

O que é: 

Basicamente, os guardas da rainha que saem de turno são trocados (rendidos) pela equipa que entra no turno. Não é só chegar e dizer “Zé, podes ir embora, estás rendido”, há toda uma “coreografia”, uma troca de senhas e contra-senhas, uma ordem, a apresentação das armas, um fardamento próprio, e uma banda a acompanhar, o que torna o evento apetecível e singular.

A troca de guarda começa no pátio do Palácio de Buckingham às 11h, com apoio musical, após uma marcha do regimento da Guarda que sai do Palácio de St. James’s e da Guarda que entra, liderada por uma banda regimental do Wellington Barracks.

O apoio musical é fornecido por uma Banda Regimental ou Corpo de Bateria com corneteiro que ocasionalmente participam na cerimónia. Os guardas que participam na cerimónia são soldados de infantaria altamente treinados que assumem deveres cerimoniais. Não deve ser interpretado como uma encenação, é algo bastante sério.

Como saber datas e horas:

Existe um site onde é sempre divulgada a data e hora do próximo evento. A cerimónia de Render da Guarda dura aproximadamente 45 minutos. Assistir à cerimónia é gratuito, mas há tours que acompanham os guardas, como, por exemplo, a Change The Guard Walking Tour, da Fun London Tours. Custa entre 18 e 20£. Nós achamos desnecessário, mas a decisão é pessoal.

Para ter um bom lugar para assistir à Troca da Guarda devem chegar ao Palácio de Buckingham, o mais tardar, às 10:15h.

A troca:

10:30-  O destacamento da Velha Guarda que está no Palácio St James forma-se em Friary Court para que o Capitão da Guarda da Rainha possa fazer uma inspecção. O destacamento que está no Palácio de Buckingham, forma-se e é inspeccionado enquanto aguarda o destacamento de St James.

Forma-se a Nova Guarda na praça do desfile no Wellington Barracks para inspeção, enquanto a banda que os acompanha toca uma seleção de músicas.

Ambas as Guardas têm um estandarte próprio.

10:43- O destacamento do Palácio de St James da Velha Guarda parte para o Palácio de Buckingham. À chegada, incorpora ao lado do destacamento do palácio de Buckingham. A Velha Guarda está completa.

10:45- A cavalaria passa pelo Palácio de Buckingham para formar a Guarda da Rainha em Horse Guards.

10:57- A Nova Guarda sai de Wellington Barracks para o Palácio de Buckingham, depois de saudar o estandarte.

11:00- Hora de início oficial da cerimónia de Troca da Guarda.

A banda toca a marcha da guarda que vai entrar, apresentam-se armas, trocam-se chaves.

Toda a cerimónia representa a passagem de testemunho da guarda que sai para a guarda que entra, sendo essa a Guarda da Rainha até ao próximo render. Depois de feito o render os regimentos que entram tomam as suas posições e os que saem abandonam o Palácio, ainda formados.

Há imensa técnica nestes eventos, explicar o processo é difícil e não tem a mesma graça que assistir.

Cerimónia das Chaves

Há outra cerimónia em Londres, gratuita, mas que obriga a reserva de bilhete com bastante antecedência, a Cerimónia das Chaves, na Torre de Londres. Todas as noites, desde há 700 anos, os Beefeaters (oficialmente Yeoman Warders) fecham o portão da Torre de Londres. Durante a cerimónia não se pode fotografar, por isso vamos resumir o que acontece.

Somos recebidos por um Beefeater que nos explica o que vai acontecer. É explicada a história da torre, como residência oficial da família real, prisão ou posto militar, e que foi Henrique VIII quem decidiu que a Guarda Real iria também proteger a torre. Diz-nos que durante a cerimónia temos que estar calados e com os telefones desligados. Conta que estão atualmente em funções 37 Yeoman Warders, de ambos os sexos, e que é necessário alguns critérios para chegar a este posto, como ter uma folha exemplar, ter 22 anos de serviço nas forças armadas e ter atingido o posto de subtenente. O nosso cicerone vem da banda militar, mas há membros do exército, marinha e da força aérea. Conta-nos que todos moram lá, na Torre de Londres, com a sua família.

O Beefeater (sim, como o gin, mas anterior ao gin) sai da Torre Byward às 21:52h, vestido de vermelho, com uma lamparina na mão e as chaves da Rainha na outra. Caminha pelo Portão do Traidor para se encontrar com a sua escolta. Ao chegar, a escolta saúda a chave da Rainha.

O Beefeater incorpora a escolta, um soldado segura na lamparina e marcham até ao portão. Este tranca o portão exterior e voltam para trancar os portões das Torres Middle e Byward. Voltam para Water Lane, onde está um sentinela. Para a Raquel a parte do “alto! quem vem lá” não é uma novidade, visto que foi militar. Caminham para a Torre Sangrenta. Apresentam-se armas, o Beefeater leva as chaves para o Governador Residente e, às 22:05h, estamos dispensados.

A cerimónia só falhou a pontualidade britânica uma vez, durante um bombardeamento. Após a dispensa somos convidados a ficar mais alguns minutos para ouvir um pouco mais sobre a torre, por exemplo, sobre a presença dos corvos. Nessa altura vemos o Beefeater que fechou a torre já com outro uniforme.

Curiosidades:

Sabiam que cada novo Beefeater é recebido no posto com um brinde de Vinho do Porto? O novo recruta faz um juramento que remonta a 1337 e bebe então o copo de Porto num cálice do século XVIII. O chefe dos Beefeaters brinda com “que nunca morras um Yeoman Ward”.

Ou sabiam que há uma superstição associada aos corvos e, por isso, há um guarda ocupado exclusivamente com a “árdua” tarefa de cuidar das 6 aves (Jubilee, Harris, Gripp, Rocky, Erin, Poppy e Merlina)?

Como reservar os bilhetes:

Os bilhetes são reservados no site Historic Royal Palaces. Esgota com muita facilidade, por isso, podem ter de reservar a visita com um ano de antecedência, como nos aconteceu a nós.

Podem reservar vários bilhetes e é cobrada uma taxa única de transação de 1£. O dono da reserva tem de estar presente e tem de ter identificação. Recebem o bilhete por e-mail. Apesar de nos pedirem para lá estarmos às 21:30h, não é logo a essa hora que nos abrem a porta.

Nós aproveitámos a antecedência para reservar quatro bilhetes. Temos tantos amigos em Londres que nunca assistiram e assim seria um evento de grupo. Fomos com um casal amigo e adorámos! Na nossa cerimónia havia também um grupo grande ligado às forças armadas a assistir por convite. Mas nós vimos de forma privilegiada na primeira fila .

Render da Guarda no Castelo de Windsor

No Castelo de Windsor acontece outro render de guarda, onde parte é de acesso livre (cerimónia exterior) e parte exige bilhete comprado online, pois ocorre no interior. A cerimónia acontece às 11h, mas quem tem bilhete para entrar no Castelo deve chegar às 10h. Não esquecer que o castelo fica nos arredores da cidade.

A cerimónia decorre na ala inferior, mas de fora é possível ver os regimentos chegarem ou partirem, sendo o melhor ponto para fotografias a escadaria de Guildhall. Durante a Páscoa o percurso muda, e o melhor ponto é na rua oposta ao castelo.

A cerimonia termina com a Nova Guarda a seguir pela Passagem George IV até ao topo da colina e a Velha Guarda regressar a Victoria Barracks.

Podem ver aqui o percurso das guardas num mapa.

Como chegar:

De comboio/trem

De Londres, pode-se chegar a Windsor pelas estações Waterloo e Paddington. Os comboios de Waterloo para Windsor & Eton Riverside Station partem a cada meia hora ao longo do dia, todos os dias aos domingos. A viagem leva cerca de uma hora e 20 minutos até Windsor & Eton Riverside , depois são cerca de 10 minutos a pé.

Os comboios de Paddington para Windsor Central partem a cada 10 a 15 minutos ao longo do dia. A viagem leva cerca de 35 minutos. É preciso trocar de comboio em Slough.

De autocarro/ônibus

O autocarro 702 da Greenline sai da Victoria Colonnades, perto da Estação Victoria Coach de Londres, a cada meia hora, aproximadamente, durante o dia. A viagem leva cerca de uma hora.

Desta vez não conseguimos ir, fica para uma próxima!

Famílias com crianças entre os 3 e oa 12 anos podem aproveitar a visita a Windsor e conhecer a Legoland.

365 dias no mundo estiveram e Londres de 1 a 4 de novembro de 2018 e de 5 a 7 de março de 2020

Este artigo pode conter links afiliados.

Spread the love

365 DIAS NO MUNDO

Somos um casal de viajantes com uma lista de viagens por realizar que está sempre a crescer. Juntos viajamos para conhecer a história, a cultura, as pessoas e a gastronomia de outros lugares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: